Sindsaúde pede saída de Vilas Boas e acusa secretário de chamar servidores de preguiçosos 

Uma reunião na terça-feira (24) entre o Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado da Bahia (Sindsaúde) e o secretário de Saúde do Estado, Fábio Vilas Boas, acirrou ainda mais os ânimos entre a categoria e o chefe da pasta. De acordo com o presidente do Sindsaúde, Silvio Roberto dos Anjos e Silva, Vilas Boas afirmou que os servidores são “um peso” para o governo e não apresentou nenhuma solução para a pauta apresentada. “O secretário também demonstrou desprezo em relação a alguns hospitais e seus servidores. Fábio Vilas-Boas discorda que existe déficit de pessoal, citando como exemplo o Hospital Ernesto Simões, onde, segundo ele, ‘30% dos servidores dessa unidade são encostados’, colocando em dúvida as licenças médicas numa clara alusão de que os servidores são preguiçosos”, apontou o sindicato. Ainda segundo Silva, “os ataques continuaram com o Hospital Otávio Mangabeira, unidade que segundo sua avaliação “não produz nada”. Ele afirmou que o HOM custa 9 milhões para os cofres públicos porque possui muitos servidores com ‘altos salários'”. Com as atitudes, o sindicato avaliou que “a gestão da Sesab não é o seu lugar, pois ele não entende a lógica do Sistema Única de Saúde (SUS) e enxerga o serviço público como espaço apenas para produtividade, e não como um serviço que promove a garantia do direito à saúde do cidadão”. Recentemente, a vereadora Aldilce Souza (PCdoB) também criticou a postura de Vilas Boas (veja

Fonte: Bahia Notícias / Saúde / Notícia / Sindsaúde pede saída de Vilas Boas e acusa secretário de chamar servidores de preguiçosos – 27/05/2016

Você pode gostar...