ONG fundada por Betinho deve ser despejada para dar lugar a museu

A ONG Ação da Cidadania, fundada há 24 anos pelo sociólogo e ativista de direitos humanos Herbert de Souza, o Betinho (1935-1997), está sob ameaça de perder sua sede na zona portuária do Rio, onde funciona há 17 anos.

A Prefeitura do Rio e o Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) têm planos para utilizar o galpão de 6.600 m², tombado no fim do ano passado, para criar o Museu da Escravidão e da Liberdade.

A intenção fez com que o processo de cessão definitiva do imóvel, de propriedade da União, para a ONG fosse interrompido perto do fim.

A Ação da Cidadania ocupa o espaço desde 2000, após autorização dada por intermédio da então primeira-dama Ruth Cardoso. A utilização só ocorreu após uma extensa reforma no espaço, ao custo de cerca de R$ 5 milhões à época, com projeto do arquiteto Hélio Pellegrino.

Em fevereiro, o prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB), solicitou ao governo federal, com apoio do Iphan, a cessão do imóvel. Os dois pedidos estão sob análise da Secretaria de Patrimônio da União.

“Os dois têm amparo legal. Tanto a Ação da Cidadania como a Prefeitura do Rio. Mas quando há uma solicitação de um órgão da administração pública, normalmente pressupõe-se a conveniência pelo lado do órgão oficial”, disse o superintendente da SPU no Rio, Hélio dos Santos.

O órgão informou que o galpão “está em processo de cessão para a prefeitura”. “O atual ocupante do imóvel, ONG Ação da Cidadania, será notificado para que providencie a liberação.”

Fonte: ONG fundada por Betinho deve ser despejada para dar lugar a museu – 12/05/2017 – Cotidiano – Folha de S.Paulo

Você pode gostar...