MP investiga pagamento irregular para equipe inexistente em posto de saúde em Salvador 

Secretaria da Saúde informou que já prestou todos os esclarecimentos sobre o uso dos recursos

[MP investiga pagamento irregular para equipe inexistente em posto de saúde em Salvador]
Foto : Reprodução

Por Adelia Felix no dia 25 de Setembro de 2019 ⋅ 18:06

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) investiga o pagamento supostamente irregular para uma equipe inexistente de saúde bucal na Unidade de Saúde da Família (USF) Dona Iraci Isabel da Silva, na Gamboa, em Salvador. De acordo com o órgão, os vencimentos foram pagos com recursos destinados pelo Governo Federal para a Prefeitura de Salvador, através da Secretaria Municipal de Saúde. O inquérito civil foi instaurado pela promotora de Justiça, Célia Oliveira Boaventura, na 8ª Promotoria de Justiça da Cidadania da Capital.

Ao Metro1, o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Everaldo Braga, disse que solicitará mais informações tanto ao MP quanto à Secretaria da Saúde. Além disso, Braga também criticou o prefeito ACM Neto (DEM) por, segundo ele, construir unidades de saúde e não colocar equipe adequada para que o serviço seja eficiente.

“O prefeito construiu muitas unidades de saúde, mas não colocava para funcionar plenamente, com todas as equipes necessárias. Não pode fazer como está fazendo, tirando equipe de um local e colocando em outro. Como uma colcha de retalhos. Esperamos que a gestão possa fazer novo concurso para garantir funcionamento integral”, avaliou.

Procurada, a Secretaria da Saúde informou que prestou todos os esclarecimentos ao Ministério Público sobre o uso dos recursos encaminhados pelo Governo Federal para o custeio da terceira equipe de saúde bucal da USF Gamboa.

A pasta detalhou que, em janeiro do ano passado, quando os repasses do Ministério da Saúde começaram a ser feitos para prefeitura, uma das equipes odontológicas da unidade básica ainda não havia sido implantada, mas a assistência estava sendo prestada por profissionais que compunham o quadro do posto e os recursos enviados pela União estavam sendo aplicados para compra de insumos e outros materiais necessários para manutenção dos atendimentos ofertados no local.

A secretaria destacou que com o novo consultório odontológico construído no início desse ano, a unidade passou a funcionar como previsto, ou seja, três equipes de saúde bucal completas.

Source: MP investiga pagamento irregular para equipe inexistente em posto de saúde em Salvador – Metro 1

Você pode gostar...