Lula processa ex-senador Delcídio do Amaral por “mentir em delação” 

Os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entraram com um processo contra o ex-senador Delcídio do Amaral, pedindo reparação por danos morais. De acordo com a defesa, Delcídio mentiu durante a delação premiada na Operação Lava Jato, ao afirmar que Lula tentou obstruir a Justiça, tentando impedir a delação do ex-diretor da área internacional da Petrobras, Nestor Cerveró.  Cerveró acusa Lula de trocar diretoria da Petrobrás por perdão de dívida Como base, a defesa usa do último depoimento de Cerveró e de outras quatro testemunhas, ouvidas por Moro na última quarta-feira (8), que negaram a tentativa de Lula de impedir o depoimento do ex-diretor da estatal. A acusação de que Lula teria tentado comprar o silêncio do ex-diretor foi feita em delação premiada do ex-senador Delcídio do Amaral, que teria participado da ação. O ex-presidente negou a acusação e pediu a nulidade do processo.  O empresário José Carlos Bumlai e outras cinco pessoas são réus no mesmo caso. A defesa de Lula sustenta que a delação de Delcídio do Amaral é ilegal por não respeitar a regra de voluntariedade, prevista na Lei nº 12.850/2013, norma que definiu as regras de delação premiada. Além disso, os advogados argumentam que não há nenhum indício que aponte para suposta participação do ex-presidente. Veja a nota na íntegra:  Na qualidade de advogados de Luiz Inácio Lula da Silva protocolamos nesta data (11/11/2026) ação de reparação de danos morais contra o ex-senador Delcídio do Amaral por ele ter, em delação, mentido ao dizer que nosso cliente agiu para obstruir a justiça. Os cinco depoentes da audiência pública ocorrida em 8/11 na 10ª Vara Federal de Brasília foram unânimes ao reconhecer que Lula jamais tentou interferir, direta ou indiretamente, na delação premiada de Nestor Cerveró, ao contrário do que fora afirmado por Delcídio do Amaral.  À medida que caem por terra pilares antes fincados por membros da força tarefa da Operação Lava Jato para incriminar Lula, não surpreende que a revista IstoÉ antecipe de forma sensacionalista sua edição semanal, para promover uma nova denúncia frívola e sem prova contra o ex-Presidente. Aliás, foi a mesma IstoÉ que publicou a delação de Delcídio, valendo-se do mesmo recurso de antecipação de edição.

Fonte: Lula processa ex-senador Delcídio do Amaral por “mentir em delação” | Paraná Portal

Você pode gostar...