Previdência complementar enviada à Câmara é tema de reunião entre ASMS e Dprev

A diretoria da sua ASMS firmada no propósito de defender os direitos de seus associados tem buscado de forma estratégica garantir posicionamento de vanguarda em relação aos aspectos que interferem diretamente na aposentadoria dos servidores municipais de Salvador. Neste sentido, o presidente da entidade, Humberto Costa esteve reunido na última quinta-feira (27) com o diretor da Diretoria de Previdência (Dprev), Daniel Ribeiro para discutir sobre o projeto de previdência complementar enviado pela Prefeitura para o Legislativo municipal.

Apresentando as indagações dos nossos associados, o presidente Humberto Costa conheceu o intento da gestão em criar um formato de Previdência complementar que seja facultado ao servidor. Segundo o representante da Dprev, o tema vem sido tratado desde 2017 na comissão instalada para discutir temas relacionados com o regime próprio de previdência municipal. Diante disso, os questionamentos foram na expectativa de saber quando tal modalidade seria aplicada.

Ainda segundo a Dprev, as atuais aposentadorias e pensões permanecem em seus modelos vigentes e o projeto enviado à Câmara Municipal apenas pede autorização para trabalhos de previdência complementar a serem produzidos no sentido de formatar esse novo conceito de aposentadoria para o serviço público municipal.

Humberto Costa comentou sobre esse novo cenário de previdência e quais as medidas tomadas para acompanhar a formatação do novo modelo complementar de aposentadoria. “Logo que tomamos conhecimento do envio do projeto para a Câmara viemos à Dprev para conhecer seu teor. Fomos recebidos cordialmente pelo diretor Daniel [Ribeiro] que falou quais etapas ainda precisam ser operacionalizadas para poder apresentar esse modelo de previdência complementar. Tínhamos receio imediato de que fosse alguma reforma no modelo atual e por isso, adiantamos nossa atitude para garantir informação para nossos associados”, disse Costa.

Acompanhado da assessoria da entidade, o presidente Humberto Costa solicitou à Dprev que disponibilizasse a íntegra do projeto enviado ao Legislativo para que fosse apreciado pela diretoria e o departamento jurídico da ASMS. “Solicitamos cópia do projeto para apresentar considerações mais pontuais acerca de seu conteúdo. Em tempos de reforma da Previdência do trabalhador nenhum movimentação pode ser desconsiderada e estamos atentos para defender direitos. Vamos acompanhar essa modelagem da previdência complementar para que não tenhamos qualquer prejuízo”, finalizou.

Você pode gostar...