“Temos que reagir e continuar na mobilização”, afirma diretor da ASMS ao comentar movimento dos servidores municipais”

Servidores municipais realizaram mais uma assembleia geral para discutir a Campanha Salarial 2018 e os reflexos do posicionamento da prefeitura em oferecer o indecente reajuste zero.

A categoria decidiu que permanecerá mobilizada e buscando incentivar os demais colegas a aumentarem o número de servidores nas atividades promovidas pelo Sindseps e associações parceiras. Novas assembleias serão realizadas na próxima semana e os locais serão informados nos meios de interação das entidades que integram a luta.

Parceira nas ações, a ASMS esteve representada pelo seu diretor Josué Santana que conclamou os servidores a não desistirem de participar das assembleias e paralisações, visto a situação de descaso imposta pela gestão aos trabalhadores nas unidades de saúde. Santana questionou também a falta de segurança para laborar nos postos e falou que essa falta de respeito não pode perdurar. “Estamos sendo ameaçados em nossa integridade e além disso, estamos custeando o funcionamento mínimo das unidades. Temos que reagir a isso e participar da mobilização é fundamental para corrigir essas distorções malditas causadas por um modelo político que não respeita o trabalhador”, declarou Santana.

Você pode gostar...