Mesmo ameaçados e agredidos por apoiadores do prefeito, servidores realizam protesto no Dois de Julho

poradmin

Mesmo ameaçados e agredidos por apoiadores do prefeito, servidores realizam protesto no Dois de Julho

 

Empenhados em realizar um protesto pacífico em defesa dos direitos conquistados ao longo do tempo, os servidores municipais de Salvador participaram do Cortejo ao Dois de Julho, na manhã desta segunda-feira (02). A concentração iniciada no Largo da Soledade mobilizou centenas de trabalhadores e trabalhadoras vestido com camisas com uma frase emblemática: “Prefeito, tire a mão dos meus direitos”.

Apoiando o ato, a diretoria da Associação dos Servidores da Saúde do Município de Salvador (ASMS) se fez presente e garantiu o êxito da ação promovida pelo Sindseps. Durante todo o trajeto, a população aplaudia e fazia coro junto com os servidores em claro reconhecimento a legítima contestação dos trabalhadores.

Durante vários trechos do percurso, apoiadores do prefeito de Salvador causaram conflitos e tentaram a todo custo, agredir fisicamente os servidores. O presidente da ASMS, Humberto Costa falou sobre o ocorrido que considerou uma afronta ao Estado Democrático de Direito. “Fazíamos nosso protesto de maneira civilizada e da mesma forma que fizeram os heróis da Independência, caminhávamos passos de dignidade na defesa de nossos direitos suprimidos por este prefeito tirano. Seus apoiadores tentavam causar distúrbios para justificar falácias e imputar culpa aos servidores. O mesmo modus operandi dos tempos de ditadura na Bahia voltaram, onde pessoas à serviço do poder ferem a democracia para agradar ao chefe político. Esse tempo foi sepultado e teima em ressurgir na capital baiana”, declarou Costa.

Apesar da atitude agressiva do grupo do prefeito, os servidores resistiram e seguiram até o Terreiro de Jesus, onde finalizaram a atividade em segurança e acompanhado pelos dirigentes do Sindseps.

Sobre o Autor

admin administrator