Firma de Alckmin usa prédio de cunhado suspeito de caixa 2 

poradmin

Firma de Alckmin usa prédio de cunhado suspeito de caixa 2 

O governador Geraldo  Alckmin durante evento em São PauloTrês empresas da família do governador paulista, Geraldo Alckmin (PSDB), têm ou tiveram como sede um edifício comercial de propriedade de seu cunhado Adhemar Ribeiro, acusado por dois delatores daOdebrecht de ter recebido R$ 2 milhões no caixa dois para a candidatura do tucano em 2010.

Em ao menos duas eleições, para a Prefeitura de São Paulo, em 2008, e para o governo paulista, em 2010, as campanhas de Alckmin tiveram uma base no imóvel.

Em ambas as prestações de contas eleitorais, há registro de aluguel do espaço. Neste ano, o tucano deve disputar a eleição para a Presidência.

Ribeiro é irmão da primeira-dama Lu AlckminAlckmin nega irregularidades nas campanhas eleitorais. Seu cunhado não se manifestou.

O governador Geraldo Alckmin durante evento em São Paulo – Joel Silva/Folhapress

Desde o final de 2006, Alckmin mantém vínculo com o escritório do cunhado, na avenida Nove de Julho, no bairro do Itaim Bibi, na capital paulista.

Em 14 de novembro daquele ano, duas semanas depois do segundo turno da eleição presidencial, em que perdeu para Lula (PT), o governador registrou a Humanitas Fórum, Palestras & Cultura no endereço.

De propriedade do governador em sociedade com sua filha, Sophia, e capital de R$ 10 mil, a empresa tem como objeto social “pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências sociais e humanas, regulação das atividades de saúde, educação, serviços culturais e outros serviços, ensino de dança, treinamento em desenvolvimento profissional e gerencial”.

A assessoria do tucano disse que a empresa foi criada para atividades dele como “professor e palestrante”.

O mesmo prédio de Ribeiro, o Wall Street Empreendimentos, serviu de sede para a Trigo Assessoria, agência de notícias de Sophia com uma sócia, de 2009 a 17 de fevereiro de 2017, quando elas mudaram de endereço.

A migração da agência da filha de Alckmin ocorreu 18 dias depois de o STF (Supremo Tribunal Federal) homologar a delação da Odebrecht, o que resultaria na divulgação, em abril do ano passado, dos depoimentos dos ex-executivos da construtora.

Um dos delatores da Odebrecht, Carlos Armando Paschoal, ex-superintendente da construtora em São Paulo, relatou a atuação de Ribeiro na campanha de Alckmin.

Ele afirmou que foi levado por Aluízio de Araujo, conselheiro da Odebrecht morto em 2014, “a uma reunião com Geraldo Alckmin no escritório deste, na avenida Nove de Julho, próximo à avenida São Gabriel” –descrição compatível com a do escritório do cunhado.

Segundo ele, chegando lá, aguardou em uma antessala enquanto Alckmin e Araujo conversavam. Quando foi chamado, disse Paschoal, “foram faladas apenas banalidades, e com isso percebi que o tema já estava acertado entre os dois”.

“Quando eles ficaram de pé, como quem diz ‘acabou’, o drAlckminpediu à secretária um cartão”, afirmou o delator. “Ele disse: ‘Esse aqui é o meu cunhado. O que a gente combinou aqui com o drAraujo, você pode…'”.

A partir de então, segundo Paschoal, de julho a outubro de 2010, ambos se encontraram em lugares determinados pelo cunhado de Alckmin para efetuar os repasses.

ALUGUEL

O Wall Street é valorizado, mas sofreu com a recessão que derrubou os preços no mercado imobiliário.
O metro quadrado para aluguel, que chegou a valer R$ 90 dois anos atrás, custa agora R$ 55. Ribeiro costuma alugar o andar inteiro, que mede 480 m². Assim, o aluguel, hoje em torno de R$ 26 mil, chegou a quase R$ 43 mil, segundo funcionários.

A taxa de condomínio custa cerca de R$ 8.000. Inclui, entre outros serviços, a proteção de seguranças armados e um sargento à paisana.

A terceira empresa da família do presidenciável que foi registrada no imóvel é a TSA Consultoria, sociedade de Sophia e Thomaz Alckmin, que morreu em 2015. A firma permaneceu aberta de fevereiro a outubro de 2011 para prestar consultoria.

Em novembro passado, o STJ (Superior Tribunal de Justiça) recebeu pedido de abertura de inquérito contra Alckmin pela suposta prática de caixa dois em 2010 e 2014.

Ele foi acusado de ter recebido, no total, R$ 10,3 milhões sem declarar. O caso tramita em segredo de Justiça.

OUTRO LADO

A assessoria do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse que a Humanitas foi criada para realizar as atividades de professor e palestrantes.

Sua sede foi estabelecida em um conjunto de salas comerciais cedido por Adhemar Ribeiro, irmão de Lu Alckmin, primeira-dama do Estado.

Além da Humanitas, duas empresas de seus filhos, Trigo Assessoria e TSA, também tiveram como sede o mesmo endereço, na avenida Nove de Julho, em São Paulo.

“As salas foram cedidas em razão do parentesco entre Adhemar Ribeiro e a família Alckmin, em dezembro de 2006, num momento em que o governador não detinha cargo público, e sem cobrança de aluguéis”, afirmou.

Nenhuma das empresas têm funcionários, de acordo com o tucano, e a última nota fiscal foi emitida pela Humanitas em outubro de 2009.

TSA foi criada por Thomaz Alckmin, tendo a irmã, Sophia, como sócia, em março de 2011 e extinta em outubro do mesmo ano, “com o objetivo de prestar consultoria em seguros, mas não chegou a realizar negócios”, disse a assessoria.

“A Trigo presta serviços a empresas do campo da moda, bem como a agências de comunicação e publicidade”, disse Alckmin. Em 2017, a agência registrou mudança de endereço 18 dias depois da homologação da delação da Odebrecht.

O novo endereço, a 750 metros de distância do anterior, “foi escolhido por ser vizinho à residência de Sophia Alckmin“. As atividades da Trigo já eram desenvolvidas na nova sede desde janeiro de 2015, segundo a assessoria.

Na Lava Jato, Alckmin sempre negou ter praticado irregularidades. “Jamais pedi recursos irregulares em minha vida política, nem autorizei que o fizessem em meu nome. Jamais recebi um centavo ilícito. Da mesma forma, sempre exigi que minhas campanhas fossem feitas dentro da lei”.

LAÇOS DE FAMÍLIA

Empresas de Alckmin e filhos com sede em imóvel de Adhemar Ribeiro

O FATO

Três empresas da família Alckmin estão ou estiveram sediadas no edifício comercial do cunhado do governador. Segundo a assessoria do tucano, as salas foram cedidas, sem pagamento de aluguel

Trigo Assessoria

Atividade: desde 11.ago.2009

Sócios: Sophia Alckmin e Cristiane Helena de Araujo Souza Tamer

TSA Consultoria 

Atividade: de 9.fev.2011 a 31.out.2011

Sócios: Sophia e Thomaz Alckmin

Humanitas Palestras

Atividade: desde 14.nov.2006

Sócios: Sophia e Geraldo Alckmin

QUEM É ADHEMAR RIBEIRO

O irmão de Lu Alckmin foi acusado por dois delatores da Odebrecht, Carlos Armando Paschoal e Benedicto Junior, de ter recebido R$ 2 mi em caixa dois para a campanha do tucano em 2010. O tucano nega irregularidades

Fonte: Firma de Alckmin usa prédio de cunhado suspeito de caixa 2 – 12/03/2018 – Poder – Folha

Sobre o Autor

admin administrator