Empresas que apoiaram o golpe no Brasil começam a falir!

Queríamos mesmo era a falência da líder maior do Golpe a Rede Bobo, e apesar de muitos rumores disso, vaso ruim não quebra tão fácil! Vamos lá:

Lojas Marisa: A rede de roupas feminina já amarga um prejuízo de R$ 41 milhões no primeiro trimestre de 2018, lembrando que o prejuízo da loja já era de R$ 24 milhões no último trimestre de 2017. Dados mostram que o prejuízo do varejo no governo Temer já chega a R$ 150 bilhões. Lembrando que no auge do governo Lula e antes de Eduardo Cunha junto com Áecio Neves boicotarem o Governo Dilma, a Rede de Lojas Marisa lucrava muito e chegou até a comprar 20% da empresa de fidelidade netpoints.

A Marisa polemizou em 2017ao criar uma campanha alusiva ao Dia das Mães cujo o slogan era: “Se sua mãe ficar sem presente, a culpa não é da Marisa”.

A campanha fazia referência ao depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva onde ele afirmou que a ex-primeira dama Marisa Letícia tinha uma cota, mas não exerceu do direito de compra do apartamento do tríplex no Guarujá. A rede varejista, porém, usou a versão veiculada na imprensa golpista na qual Lula teria culpado a ex-primeira dama Marisa Letícia.

Editora Abril: A Editora que publica as Revistas Veja e Exame acumulou um prejuízo de R$ 3316 milhões em 2017, lembrando que em 2016 o prejuízo já era de R$ 137,8 milhões.

Lembrando que a Revista Veja foi uma das mídias que originaram a sigla PIG que significa Partido da Imprensa Golpista! É bom lembrar também que esse prejuízo das revistas advém também as mídias sociais que quebraram o monopólio das grandes corporações de imprensa.

Fonte: Empresas que apoiaram o golpe no Brasil começam a falir!

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.