Brasileiro dorme cada vez pior, e sono deteriora com idade, aponta pesquisa 

poradmin

Brasileiro dorme cada vez pior, e sono deteriora com idade, aponta pesquisa 

O músico José Davino Rosa, 79, na oficina em que faz carpintaria, serralheria e outros trabalhos manuais

Uma noite bem dormida é um sonho cada vez mais distante de parcela considerável dos brasileiros que chegaram aos 60 anos, mostra pesquisa feita pelo Datafolha.

O problema não é apenas que a satisfação com o próprio sono decresce com a idade, como mostram os gráficos desta página.

A situação é ainda pior porque a parcela de idosos que atribui bom ou ótimo ao sono decresceu consideravelmente em dez anos: de 68%, em 2008, para 54% em 2017.

“A vida cada vez mais complexa e o aumento de atividades e estímulos estão por trás dessa piora”, diz a especialista em sono Dalva Poyares, professora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Ela diz que o fenômeno é detectado em todas as faixas etárias de forma persistente desde 1987. “Há cada vez mais oferta de serviços, mais contas a pagar, mais estímulos, contatos, mais vida 24h/dia.”

Crise socioeconômica, aumento do desemprego e medo de assalto também estão na raiz da piora, diz a pesquisadora do Instituto do Sono Helena Hachul, professora de psicobiologia da Unifesp.

O músico José Davino Rosa, 79, na oficina em que faz carpintaria, serralheria e outros trabalhos manuais – Keiny Andrade/Folhapress

“O aumento de estresse leva à liberação de cortisol, mantendo um estado de alerta constante. Ninguém consegue dormir com medo.”

Hachul também aponta que, com o envelhecimento da população, muitos idosos tornam-se cuidadores dos pais, ainda mais idosos. “De forma frequente vemos um idoso de 75 anos cuidando dos pais com 95 anos, algumas vezes acamados.”

Fonte: Brasileiro dorme cada vez pior, e sono deteriora com idade, aponta pesquisa – 12/03/2018 – Equilíbrio e Saúde – Folha

Sobre o Autor

admin administrator